Notícias
08/06/2017 - 12:00
Summaê da microbiologia estreia na Universidade Católica
Em clima de arraiá junino e chapéu personalizado, estudantes da Escola de Saúde e Medicina utilizaram esse formato de aprendizagem para revisarem o conteúdo da disciplina de Microbiologia por meio de testes em vídeo.
  • Summaê da microbiologia estreia na Universidade Católica
  • Summaê da microbiologia estreia na Universidade Católica
  • Summaê da microbiologia estreia na Universidade Católica
  • Summaê da microbiologia estreia na Universidade Católica
  • Summaê da microbiologia estreia na Universidade Católica
  • Summaê da microbiologia estreia na Universidade Católica
  • Summaê da microbiologia estreia na Universidade Católica
  • Summaê da microbiologia estreia na Universidade Católica
Esquerda Fotos: Faiara Assis Direita
Uma mistura de atividade lúdica e arraiá junino, descontraído, interativo e dinâmico. Assim pode ser descrito o primeiro Summaê da Microbiologia, realizado no dia 1º de junho. Ao parodiar a série americana “13 Reasons Why”, o primeiro vídeo apresentado mostra a cena do protagonista escutando sua “fita”. Na verdade, a brincadeira revela um enigma: descobrir qual seria o gênero de uma bactéria ao descrever suas características. A estreia do Summaê da Micro foi marcada pela participação de professores e estudantes da Escola de Saúde e Medicina da Universidade Católica de Brasília (UCB), numa competição inédita, composta por vídeos de dois minutos produzidos pelos próprios estudantes e desafios feitos pela banca de professores.

Com o objetivo de aprender com diversão, estudantes que já cursaram a disciplina de Microbiologia se apresentaram vestidos com roupas de festa junina associando a dança ao movimento de microrganismos. O formato do evento propõe ainda que os estudantes respondam às perguntas no papel com uma caneta de cor azul após assistirem ao vídeo. Depois, os professores resolvem as questões e os próprios estudantes podem corrigem seus exercícios com uma caneta vermelha. A proposta é aprender com os próprios erros e construir o conhecimento, num processo denominado de “Metodologia Ativa”. As premiações foram dadas ao melhor vídeo, chapéu mais top, melhores colocados no teste e o campeão do Summaê da Micro, todos avaliados pela banca.

Após participarem de um curso sobre o Summaê, idealizado pelo professor Ricardo Fragelli, da Universidade de Brasília (UnB), as professoras Simoni Campos Dias, do Programa de Pós-Graduação em Ciências Genômicas e Biotecnologia, e Fabiana Nunes, do curso de Biomedicina, vislumbraram a possibilidade de utilizar o método, que tem como obrigatoriedade o uso do chapéu, em suas turmas. A origem do nome vem do latim Summae, que significa “soma” em português, e o chapéu representa uma analogia ao acento circunflexo no final da palavra.

Para uma das idealizadoras do evento, a professora Simoni Dias, o evento atingiu seu objetivo ao integrar desde estudantes de graduação, que cursam a disciplina de Microbiologia, bolsistas de iniciação científica e monitores de Microbiologia, que interpretaram o papel de entidades juninas, até os estudantes de doutorado e mestrado da Universidade. Segundo ela, “ é uma possibilidade rica para troca de conhecimentos de forma lúdica entre os estudantes da pós-graduação e da graduação. Em meio a muitas risadas, conseguimos revisar conceitos importantes da Microbiologia. O retorno dos estudantes e dos professores que participaram do evento foi incrível!”.

A professora Fabiana Nunes destacou a importância da integração de todos os cursos da Escola de Saúde e Medicina, já que a microbiologia é uma disciplina de formação geral. “Foi um momento inspirador e de desconcentração de encerramento do semestre desenvolvido pela primeira vez na microbiologia, que é uma matéria bastante teórica. Os estudantes produziram em grupo os seus vídeos e nós avaliamos e selecionamos as melhores perguntas de revisão do conteúdo para o evento. Os estudantes foram incentivados a criarem seus chapéus também. Foi uma oportunidade de os estudantes ouvirem outros professores comentando aspectos relevantes sobre o assunto. Esse é um momento de descontração!”, frisou.

Premiações

Na categoria "Criação do estudante", Danielle Gonçalves da Silva, estudante do curso de Nutrição, conquistou o primeiro lugar com o chapéu denominado "Ovo contaminado com Salmonella sp". Em 2º lugar, Genize Oliveira Ferreira, estudante do curso de Farmácia, criou a Cartola "Bacilos Gram-positivos e cocos Gram-negativos". Já para os chapéus mais criativos, foram eleitos os estudantes Madson Marcos, Vivian Paladino, Gabriela Vidal, Lara Lustosa e Fernando Rabelo.

Para criar o chapéu, Danielle Gonçalves contou com a ajuda das filhas e do esposo, que costuraram à mão o desenho do ovo e das bactérias. Segundo ela, a receita para ser a vencedora com o melhor chapéu foi ter associado a disciplina ao seu curso. “Vim para ganhar! Amo nutrição, então, vou usar algo referente à alimentação e à Salmonella. As professoras agindo dessa forma incentivam os estudantes a participarem mais. No final do semestre a turma está bem tensa, então, conseguimos revisar o conteúdo de forma divertida”.

A equipe vencedora do Summaê da Micro foi composta pelos estudantes Nathalia Giovanna, Raul e Genize. O curso de Odontologia foi premiado como o grande campeão no teste do Summaê, com a rainha do Summaê, a primeira colocada, Gabrielle Chaparoi e Nathália Giovanna Cassimiro, em 2º lugar. Como melhor vídeo, o título “Fuga”, produzido pelo estudante do curso de Odontologia, Raul Lopes, foi eleito a grande produção do Summaê.


Assista ao vídeo "Fuga".



Anny Cassimira

Ir para o menu
Encontre tudo
Redes sociais da UCB
Universidade Católica de Brasília
Câmpus I - QS 07 – Lote 01 – EPCT – Taguatinga – Brasília – DF CEP: 71966-700 - (61) 3356-9000
Câmpus Avançado Asa Norte - SGAN 916 Módulo B Avenida W5 - CEP: 70790-160 - Brasília/DF - Telefone: (61) 3448-7116
Câmpus Avançado Asa Sul - SHIGS 702 Conjunto 2 Bloco A, Brasília, Distrito Federal 70330-710, Brasil
Quem faz? Moringa Digital