Notícias
23/07/2015 - 10:57
Tratamento odontológico gratuito para pacientes especiais
Voltada a pacientes com deficiência, Clínica de Odontologia se tornou referência na região no atendimento a crianças, adolescentes, adultos e idosos da comunidade
  • Tratamento odontológico gratuito para pacientes especiais
  • Tratamento odontológico gratuito para pacientes especiais
  • Tratamento odontológico gratuito para pacientes especiais
Esquerda Foto: Faiara Assis Direita
Encontrar atendimento especializado para pessoas com deficiência é uma dificuldade vivenciada por muitas famílias em Brasília. Para suprir esta carência, a Clínica de Odontologia para Pacientes Especiais (Cope) da Universidade Católica de Brasília (UCB) realiza atendimento odontológico a pessoas de grupos especiais, como crianças, adolescentes, adultos e idosos. A UCB é a única instituição em todo o Centro-Oeste a oferecer a disciplina obrigatória de Atendimento Odontológico a Pacientes Especiais no curso de graduação de Odontologia no período de dois semestres – com etapa teórica e atividades práticas na clínica.

O trabalho realizado por estudantes do último ano de graduação sob a supervisão dos professores é referência em Brasília e no entorno. Desde a sua criação, há 10 anos, a Cope já concluiu mais de 700 casos clínicos completos, pois, para um tratamento eficiente, os atendimentos a pacientes com diversas condições de deficiência e necessidades especiais exigem um tempo apropriado. Para o coordenador da Cope, Alexandre Miranda, “A nossa percepção de atendimento odontológico especial e de saúde é a qualidade do serviço e do ensino. Uma grande quantidade de consultas prestadas representa um volume de casos não resolvidos. Não trabalhamos com metas quantitativas e sim com metas qualitativas, com a associação do ensino e serviço odontológico de qualidade, respeitando sempre a individualidade do paciente e atividades clínicas desenvolvidas pelos estudantes sob constante orientação”.

A clínica atende pacientes com condições especiais de saúde, como pessoas cegas, cadeirantes, surdos, deficientes físicos em geral, deficientes mentais, com paralisia cerebral, Síndrome de Down, Síndromes Raras, Autismo, transtornos psiquiátricos, demências, como Alzheimer e Mal de Parkinson, doenças sistêmicas crônicas de difícil controle e doenças que atingem a imunidade do paciente. “A abordagem da clínica é associada à humanização, com atividades interdisciplinares em que os alunos passam a ter contato com as mais diversas deficiências e possibilidades de inserção desses pacientes a atendimentos e tratamentos dignos e igualitários em saúde bucal”, disse Miranda.

Segundo o coordenador da Cope, Alexandre Miranda, os atendimentos envolvem as especialidades odontológicas em geral, com exceção de implantes dentários e aparelhos ortodônticos. “A clínica está aberta à comunidade em geral para pacientes com baixo poder aquisitivo. Como os atendimentos são realizados por estudantes de graduação, pacientes agressivos, não colaboradores, com condições muito complicadas e de difícil manejo clínico, são encaminhados a locais que possuem estrutura de profissionais para maiores complexidades. Após a triagem, prestamos o atendimento inicial e damos as orientações necessárias e, em casos mais específicos, realizamos atividades em conjunto com outras clínicas”.

Os atendimentos da Cope são realizados semanalmente, às quintas-feiras, para triagem dos pacientes no período da manhã. As inscrições são abertas no início de cada semestre letivo e também por meio de lista de espera dos pacientes que já fizeram a triagem anteriormente. Miranda explica que a triagem serve para direcionar os pacientes especiais. “As atividades dependem do ritmo e confiança dos estudantes que atendem em duplas”, disse.

Para se inscrever no projeto, a recomendação é que o familiar visite a clínica pessoalmente para uma primeira conversa antes da triagem. A Secretaria das Clínicas Integradas está localizada no térreo do Bloco S, Clínica Azul, e os interessados podem entrar em contato pelo telefone da secretaria (61) 3356-9760 ou (61) 3356-9603. As inscrições para a lista de espera podem ser feitas por meio de formulário disponível aqui.

Clínica de Odontologia para Pacientes Especiais

A Cope é referência na assistência em saúde a pessoas com deficiência, o que torna a UCB pioneira no contexto da inclusão social, no acesso à saúde e a serviços capacitados, colaborando com a formação de profissionais de saúde com visão e atuação humana, ética e compromissada. Parte da formação curricular do curso de Odontologia da instituição há mais de 10 anos, os atendimentos tiveram início em pequenos grupos com condições especiais e, atualmente, atende diversas condições de deficiência. “No futuro, será uma grande oportunidade de tornar essas atividades vinculadas aos demais cursos da Universidade, com mais integração de saberes para ampliar a atuação clínica de forma interdisciplinar. Com vários profissionais envolvidos, será possível construir um polo de referência na região”, enfatizou Miranda.

Inscrições
Quando: início do 2º semestre de 2015
Onde: pessoalmente, na Secretaria das Clínicas Integradas, térreo do Bloco S, Clínica Azul, no Câmpus I da Universidade Católica de Brasília (UCB)
Endereço: QS 07 Lote 01 EPCT – Águas Claras/DF – CEP: 71966-700
Mais informações: Secretaria das Clínicas | (61) 3356-9760 ou (61) 3356-9603

Lista de espera para atendimento Odontológico -Secretaria de Clínica


Anny Cassimira

Ir para o menu
Encontre tudo
Redes sociais da UCB
Universidade Católica de Brasília
Câmpus I - QS 07 – Lote 01 – EPCT – Taguatinga – Brasília – DF CEP: 71966-700 - (61) 3356-9000
Câmpus Avançado Asa Norte - SGAN 916 Módulo B Avenida W5 - CEP: 70790-160 - Brasília/DF - Telefone: (61) 3448-7116
Câmpus Avançado Asa Sul - SHIGS 702 Conjunto 2 Bloco A, Brasília, Distrito Federal 70330-710, Brasil
Quem faz? Moringa Digital