Livre / PRPD
Causos: Corre, menino...

Corre, menino...

Professores, em geral, não são versados no miguchês, aquela linguagem de internet típica dos jovens que mistura letras maiúsculas, xis, ceagás e diminutivos – tudo numa mesma palavra. Escrevem corretamente, na medida em que a enxurrada de emails e demandas permite. Sim, em tempos modernos, não dá para fingir que email não existe e ignorar os alunos eletronicamente.

Ainda mais quem ensina no ambiente virtual.

Mas não basta escrever certinho. Às vezes, nem o melhor e mais claro português é capaz de escapar aos desencontros de bits entre a mensagem enviada, a recebida e o recado (des)entendido.

Um desses desencontros foi gerado por um pedaço de papel. A professora estava em Brasília. O aluno morava em Vila Velha. O pólo era em Vitória. Pertinho. Pois o aluno precisava de um documento (nada virtual) para levar ao local do estágio. Significava viajar da cidade à capital do Espírito Santo.

Mas o documento, que saiu do DF rumo ao Sudeste, nunca chegava... Havia um erro na documentação, que estava sendo corrigido pela coordenação. Enquanto isso, era email de um lado cobrando o papel; email de outro pedindo calma, que o negócio já vai.

Um belo dia, o coordenador do pólo em Vitória ligou para Brasília e deu a boa notícia. Chegou! Animada, a professora, no DF, logo manda uma mensagem para o aluno: “Fulano, corre e vai buscar seu documento que chegou!”

E não é que o menino entendeu errado? Ligou para a coordenação de estágio e mandou ver: “É um abuso! Além de errarem meu documento, mandarem atrasado, a professora manda eu ir correndo buscar o dito cujo!”

Cara a cara, brincando, todo mundo entende o que é sair correndo para pegar um documento esperado. No frio texto da internet, a expressão bem brasileira pode significar uma coisa bem diferente.

A professora? Contornou a situação e aprendeu uma lição. “Com você eu posso brincar, fazer careta, rir e tudo. Com ele, eu tenho que tomar um certo cuidado, porque a gente não sabe como vai chegar essa informação do outro lado.”

Vai ver os professores tenham também que aprender não o miguchês, mas os emoticons, aquelas carinhas redondas, quadradas, que ajudam a dar o tom do texto sem rosto, da fala sem voz nas conversas virtuais.

Parceiros da UCB
  • FIES
  • Periodicos Capes
  • ProUni
Redes dos cursos
Encontre tudo
Redes sociais da UCB
Universidade Católica de Brasília
Campus I - QS 07 – Lote 01 – EPCT – Águas Claras – Brasília – DF CEP: 71966-700
Campus Avançado Asa Norte - SGAN 916 Módulo B Avenida W5 - CEP: 70790-160 - Brasília/DF - Telefone: (61) 3448-7134
Campus Avançado Asa Sul - SHIGS 702 Conjunto 2 Bloco A - CEP: 70330-710 - Brasília/DF - Telefone: (61) 3226-8210
Quem faz? Moringa Digital